• Portugues
  • English
  • Spanish

Projeto Albatroz participa da atualização do Programa Nacional de Educação Ambiental

Foto Notícias_Pronea

Quinta edição do documento foi publicada oficialmente em janeiro

Com o objetivo de desenvolver uma educação ambiental que contribua para a construção de sociedades sustentáveis, com pessoas atuantes e felizes em todo o Brasil, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) publicou, no fim do mês de janeiro, a quinta edição do Programa  Nacional de Educação Ambiental (ProNEA).

O Projeto Albatroz, patrocinado pela Petrobras, foi um dos elos facilitadores das ações, analisadas e discutidas em reuniões regionais que, no final de 2018, culminaram no texto oficial do documento.

Nesta nova edição, o ProNEA assume a missão de contribuir para um projeto de sociedade mais igualitária, que promova a integração dos saberes, nas dimensões ambiental, ética, cultural, espiritual, social, política e econômica, promovendo a dignidade, o cuidado e a valoração de toda forma de vida no planeta.

A coordenadora de educação ambiental do Projeto Albatroz, Cynthia Ranieri, faz parte da Rede de Educação Ambiental da Baixada Santista (Reabs) e nela exerce a função de facilitadora da Reabs dentro da Repea (rede paulista) e da Rebea (rede brasileira). Para ela, a atualização do ProNEA vem ao encontro das novas necessidades para a educação ambiental no Brasil.

“Nossa equipe de educação ambiental desenvolve as estratégias e as ações sempre alinhadas aos programas do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e Ministério da Educação (MEC). Por isso, participar desta atualização do ProNEA foi um desafio para nós e uma conquista também”, reflete.

“O ProNEA destina-se a assegurar a integração harmoniosa das diversas faces da sustentabilidade, no que se refere à educação, e esta ferramenta nos ajuda a seguirmos juntos rumo a um país e um planeta mais sustentável e harmonioso. Por meio do nosso Coletivo Jovem Albatroz (CJA), por exemplo, praticamos os conceitos de sustentabilidade, participação, controle social e transversalidade, previstos no Pronea”, finalizada Cynthia Ranieri.

O Projeto Albatroz tem como uma de suas frentes de trabalho justamente a sensibilização de crianças, adultos, educadores e pescadores por meio de ferramentas da educação socioambiental. O objetivo é, sempre, a conservação de albatrozes, petréis e todo o ecossistema marinho. Para isso, é necessário ir além de questões diretamente ligadas às aves e permear o cotidiano das pessoas e instituições, principalmente aquelas localizadas na faixa litorânea, desenvolvendo planos, ações e intervenções que façam a integração socioambiental e conservação do planeta como um todo.

Encontros e reuniões

Desde meados de 2017, elos da Reabs, entre eles a equipe de educação ambiental do Projeto e o Coletivo Jovem Albatroz, têm se reunido em uma série de eventos, painéis, seminários e discussões sobre tema para mapear iniciativas na Baixada Santista e fortalecer vínculos entre os educadores da região.

Entre os eventos, a equipe marcou presença no 9º Fórum Brasileiro de Educação Ambiental (FBEA), 4º Encontro Catarinense de Educação Ambiental (ECEA) e inúmeras reuniões da Rede Paulista de Educação Ambiental (Repea).

A quinta edição do ProNEA já está disponível para leitura neste link.


Leia mais

+ Notícias

Foto Noti?cias__Doac?a?o equipamento

Doação de equipamentos ajudará Projeto Albatroz em...

Time-depth recorders foram doados por cientistas argentinos e americanos na 11ª Reunião do Comitê Assessor do ACAP, em Florianópolis (SC)Seminários científicos s...

14/05/2019 Leia mais
Foto Notícias_Exposição no Mar 2

Exposição fotográfica ‘Vida no Mar’ chega ao Centr...

Mostra reúne 11 imagens registradas pelo coordenador científico do Projeto Albatroz, Dr. Dimas Gianuca, em viagens a bordo de barcos de pesquisa e nas ilhas Malv...

14/05/2019 Leia mais

+Projeto
Albatroz

Seja um voluntário

Leia mais