• Portugues
  • English
  • Spanish

Documento inédito define diretrizes para reabilitação de albatrozes

Um passo importante para a reabilitação de albatrozes e petréis foi dado com a definição das técnicas e da infraestrutura necessárias para realizar um trabalho com sucesso. O documento 'Diretrizes para a Reabilitação de Albatrozes e Petréis' é o primeiro sobre o assunto produzido no Brasil, como parte das ações do Plano de Ação Nacional para a Conservação de Albatrozes e Petréis (PLANACAP) e do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Aves Silvestres (CEMAVE).

O Projeto Albatroz colaborou com informações técnicas para a confecção deste documento, formulado por especialistas em conservação de aves. Dentre eles, Juliana Saviolli, Coordenadora de Medicina da Conservação do Projeto Albatroz.

De acordo com Juliana, devido a baixa ocorrência dessas aves em reabilitação e ao fato de se tratarem de espécies extremamente sensíveis e, em sua maioria, ameaçadas de extinção, o guia é imprescindível para direcionar os centros a se adequarem e se capacitarem para reabilitar estes animais. \"Este documento é uma ferramenta complementar de embasamento tanto para centros de reabilitação como para orgãos licenciadores e fiscalizadores. É um instrumento importante para a conservação dos Procellariiformes\", afirma a médica veterinária.

As diretrizes são práticas e objetivas para guiar trabalhos de reabilitação de albatrozes e petréis, definindo requerimentos mínimos que podem ser incorporados a diferentes protocolos e instituições que tenham a iniciativa de reabilitar estes animais.

O documento compreende orientações de estrutura física, utilização de equipamentos de proteção individual, técnicas de reabilitação, monitoramento, controle sanitário e documentação dos casos atendidos. Além destes, também são abordados assuntos como a liberação das aves reabilitadas na natureza, eutanásia e necropsia.

Para ler as diretrizes na íntegra, em português, acesse o site do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e baixe o arquivo em PDF.

Responsáveis pelo documento:

Ralph Eric Thijl Vanstreels (USP / Aiuká)
Juliana Yuri Saviolli (Projeto Albatroz)
Valeria Ruoppolo (USP / Aiuká)
Renata Hurtado (USP / Aiuká)
Andréa Corrado Adornes (CRAM - FURG)
Paula Lima Canabarro (CRAM - FURG)
Rodolfo Pinho Silva-Filho (CRAM - FURG / Aiuká)
Patricia Pereira Serafini (CEMAVE - ICMBio)


Leia mais

+ Notícias

Dimas Gianuca (11)

No dia das aves, um pouco sobre as aves marinhas e...

Quando qualquer pessoa pergunta o que é uma ave marinha, o que vem à mente da maioria das pessoas é uma gaivota, ave comum em todas as praias e costas do mundo. ...

05/10/2020 Leia mais
Foto Noti?cias_Planacap confere?ncia virtual

Reunião anual de monitoria do PLANACAP é realizada...

Criado em 2006 como objetivo de colocar em prática estratégias de conservação específicas para albatrozes e petréis que sobrevoam águas brasileiras e se alimenta...

23/09/2020 Leia mais

+Projeto
Albatroz

Seja um voluntário

Leia mais