• Portugues
  • English
  • Spanish

Conheça o Projeto que há 27 anos protege o Golfinho Rotador

Foto Noti?cias_Golfinho Rotador

A Origem do Projeto

Não é qualquer projeto que chega aos 27 anos de vida, com o orgulho de poder apresentar resultados e conquistas reconhecidos no Brasil e no Exterior. Nessas quase 3 décadas de existência, foram muitos os desafios superados e obstáculos ultrapassados. O Projeto Golfinho Rotador conseguiu tudo isso. Completando exatos 27 anos de fundação no dia 23 de agosto deste ano, o projeto segue em sua incansável luta pelo objetivo de sensibilizar a todos, para conservar a biodiversidade marinha, usando como ferramentas o conhecimento científico, o carisma dos golfinhos e a facilidade de se conhecer a vida oceânica no arquipélago de Fernando de Noronha. O Projeto Golfinho Rotador nasceu de uma paixão pelos golfinhos, pelo mar e por Fernando de Noronha, aliada à necessidade de preservação dos golfinhos e da ilha.

O sucesso do Projeto Golfinho Rotador se deve ao arranjo institucional montado e ao envolvimento com a comunidade noronhense. A ONG local Centro Golfinho Rotador é responsável pela execução do projeto, que tem coordenação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade/Ministério do Meio Ambiente (ICMBio). O Projeto Golfinho Rotador conta com o patrocínio oficial da Petrobras ao longo de grande parte desta história, por meio do Programa Petrobras Socioambiental.

A Identidade

Para alcançar todas as suas metas, o Projeto Golfinho Rotador foi elaborado a partir de 3 sólidos fundamentos: Missão, Visão e Valores

Nossa Missão: Desenvolver ações de pesquisa, educação ambiental, envolvimento comunitário e sustentabilidade, em prol da conservação dos golfinhos-rotadores, da biodiversidade marinha e de Fernando de Noronha.

Nossa Visão: Tornar-se referência mundial em conservação ambiental e sustentabilidade em ecossistemas insulares.

Nossos Valores: Ciência, compromisso, comunicação, cooperação, ética e sustentabilidade.

As conquistas

O Projeto Golfinho Rotador alcançou conquistas expressivas e admiráveis. Um dos números mais impressionantes é o registro de cerca de 2 milhões de entradas de rotadores na Baía dos Golfinhos, todas sistematicamente monitoradas, pesquisadas e protegidas. Tudo isso gerou uma gama de resultados positivos que podem ser divididos em ambientais, de conservação, na educação ambiental, científicos, sociais, econômicos e turísticos.

Ambientais: Por conta das ações de preservação desenvolvidas pelo Projeto Golfinho Rotador e ICMBio, a quantidade de golfinhos-rotadores em Fernando de Noronha permanece constante desde 1990, quando o projeto teve início. Marco importantíssimo, considerando que neste mesmo período ocorreu o declínio em número de muitas espécies de cetáceos no mundo e aumentou em 10 vezes o turismo náutico em FN, principal ameaça ao bem estar desses mamíferos, mas que ao mesmo tempo tem contribuído para mostrar a importância da conservação como atrativo a turistas admiradores da natureza.

Conservação: Propor, criar, divulgar e fiscalizar normas de conservação aos cetáceos (golfinhos e baleias) e a Fernando de Noronha, como a Portaria do IBAMA n° 05/1995 e o Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental de FN, que define normas específicas para evitar o molestamento dos golfinhos em Noronha; agregar o valor da sustentabilidade na ocupação humana na ilha.

Educação Ambiental: Sensibilizar ilhéus e visitantes quanto à necessidade de se preservar os golfinhos, sobre a importância da espécie para o ecossistema marinho e ensinar sobre os demais benefícios econômicos, sociais e de saúde provenientes do meio ambiente equilibrado.

Científicos: Descobrir e divulgar que o descanso é a principal utilização da Baía dos Golfinhos pelos rotadores; descrever para a espécie Stenella longirostris os comportamentos de descanso, reprodução, guarda e amamentação em ambiente natural; qualificar e quantificar a ocupação de Fernando de Noronha pelos golfinhos-rotadores; qualificar e quantificar o impacto do turismo náutico sobre os golfinhos. Os resultados das pesquisas foram publicados em 4 livros, 4 capítulos de livros, 4 teses de doutorado, 7 dissertações de mestrado, 32 trabalhos de conclusão de curso, 30 trabalhos publicados e 160 trabalhos apresentados em eventos científicos.

Sociais: Capacitar ilhéus para se incorporarem no mercado do ecoturismo, patrocinar iniciativas culturais e esportivas locais, como o maracatu e o surf, como forma de fortalecer a cultura e estimular novas alternativas de renda.

Econômicos: Divulgar Fernando de Noronha no Brasil e no exterior como destino para o ecoturismo.

Turísticos: Promover melhorias nos serviços de condução e hospedagem, por meio dos nossos cursos profissionalizantes e orientação de como implantar uma gestão sustentável nos empreendimentos turísticos da ilha.

Reconhecimento no Brasil e no Exterior

Uma das provas do êxito do trabalho realizado pelo Projeto Golfinho Rotador são os prêmios nacionais e internacionais com os quais o programa já foi agraciado. Esse reconhecimento mostra que o projeto está no caminho certo para alcançar seus objetivos, em sintonia com sua missão, visão e valores. Dentre os prêmios já recebidos, destacamos seis:

Prêmio Procel - O projeto arquitetônico da sede do Projeto Golfinho Rotador foi concebido de forma eficiente, de acordo com o conceito de arquitetura sustentável. Esse trabalho recebeu, em 2006, o 1º Lugar no Prêmio Procel – Categoria Edificações. O Prêmio Procel Edificações é um instrumento de adesão voluntária que tem por objetivo principal identificar as edificações que apresentem as melhores classificações de eficiência energética em uma determinada categoria, motivando o mercado consumidor a adquirir e utilizar imóveis mais eficientes. Esse é um setor de extrema importância no mercado de energia elétrica, representando cerca de 50% do consumo de eletricidade do País.

Título de Utilidade Pública - Desde 2007, esse título é o reconhecimento do Conselho Distrital de Fernando de Noronha pelo fato de o Centro Golfinho Rotador prestar relevantes serviços à sociedade.

Declaração do Conselho Tutelar de Fernando de Noronha - Em 2008, a ONG Centro Golfinho Rotador recebeu essa honraria, pela parceria em ações de desenvolvimento de programas de educação ambiental e capacitação profissional para crianças, adolescentes e jovens de Fernando de Noronha.

Diploma de Honra ao Mérito do Conselho Distrital - Em 2012 e 2013, o Conselho Distrital de Fernando de Noronha concedeu ao Projeto Golfinho Rotador este prêmio, que tem como objetivo reconhecer os serviços prestados por instituições locais em benefício da comunidade.

Prêmio Braztoa de Sustentabilidade - O Projeto Golfinho Rotador ganhou 1º Lugar no Prêmio BRAZTOA de Sustentabilidade 2015. O prêmio representa o reconhecimento do trabalho que o projeto vem realizando desde 1990 em prol de um turismo sustentável no arquipélago de Fernando de Noronha. O Prêmio Braztoa serve como estímulo para a aplicação de práticas sustentáveis no turismo brasileiro.

Prêmio Okayama de Educação para o Desenvolvimento Sustentável - O Projeto Golfinho Rotador foi um dos 10 finalistas de todo o mundo do prêmio “Okayama Award 2016” de Educação para o Desenvolvimento Sustentável, promovido pela cidade de Okayama no Japão, selecionada como uma das parceiras da UNESCO para o Programa de Ação Global para a efetivação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Por esta razão, a cidade de Okayama lançou, em 2015, o “Okayama Award”, com o objetivo de divulgar práticas mundiais em prol do Desenvolvimento Sustentável.

Metodologia de Trabalho

Para que seus objetivos sejam alcançados, o Projeto Golfinho Rotador é executado por meio de quatro programas: pesquisa, educação ambiental, envolvimento comunitário e sustentabilidade.

Programa Pesquisa

Desenvolvido desde 1990, consiste no estudo da história natural dos golfinhos-rotadores por meio de sete subprogramas: ocupação e distribuição de cetáceos (golfinhos e baleias) em Fernando de Noronha; ecologia comportamental, catalogação, caracterização genética e estudo do comportamento trófico dos golfinhos-rotadores; interação do turismo com os golfinhos; Rede de Encalhes de Mamíferos Aquáticos. Os pesquisadores somam mais de 8 mil dias de pesquisa, 77 mil horas de observação, mil expedições de barco e 1,5 mil mergulhos.

Programa Educação Ambiental

Realizado em parceria com o Parque Nacional Marinho, a Área de Proteção Ambiental e a Escola Arquipélago de Fernando de Noronha, esse programa tem como foco a temática marinha e as inter-relações ecológicas deste ecossistema com o cotidiano da população local e dos visitantes.

Nosso objetivo principal é sensibilizar ilhéus e visitantes quanto à necessidade de se preservar os golfinhos e o planeta. Foram realizados atendimentos a mais de 500 mil visitantes. Para os estudantes de Noronha, foram realizadas mais de mil oficinas teóricas e práticas de Educação Ambiental, atendendo a mais de 15 mil alunos e 200 professores.

Programa Envolvimento Comunitário

Tem como objetivo estimular o desenvolvimento sustentável de Fernando de Noronha, promovendo capacitação profissional, apoiando iniciativas culturais e esportivas e estimulando a representatividade política dos ilhéus. O Projeto Golfinho Rotador patrocina continuamente algumas das principais manifestações culturais e esportivas de Noronha, como o Grupo Cultural Dona Nanete, o Grupo Maracatu Nação Noronha e a Associação de Surf de FN.

Outra ação de destaque do projeto é o incentivo ao protagonismo juvenil e à formação de lideranças locais, por meio de apoio ao Grupo ComVida da Escola Arquipélago FN e da realização de oficinas de capacitação para lideranças locais.

Programa Sustentabilidade

A principal meta deste programa é desenvolver uma relação harmoniosa entre as atividades humanas e a preservação do meio ambiente. Internamente, a sustentabilidade do Projeto Golfinho Rotador está no dia a dia da nossa equipe e é guiada por nossa Política de Sustentabilidade, em harmonia com nossa sede, cujo projeto arquitetônico foi concebido de acordo com o conceito de arquitetura sustentável, recebendo 1º Lugar no Prêmio Procel.

O apoio à sustentabilidade econômica da comunidade local é feito por meio da capacitação profissional e por consultoria para gestão sustentável aos empresários da ilha. A capacitação ocorre por meio da realização de cursos profissionalizantes em ecoturismo, visando inserir os ilhéus no mercado de trabalho. Os cursos de formação em profissões relacionadas ao turismo local - como condutor de visitantes no Parque Nacional Marinho, instrutor de mergulho e conversação em inglês - são ministrados gratuitamente. Desde 2005, o Projeto Golfinho Rotador já realizou 63 cursos profissionalizantes em ecoturismo, totalizando 3.983 inscritos, com taxa de conclusão/aprovação de 71,17%. Para minimizar o impacto ecológico da ocupação humana em Fernando de Noronha, o projeto oferece consultoria gratuita em gestão sustentável aos meios de hospedagem da ilha, buscando a melhoria dos indicadores relacionados à gestão do uso da água, eficiência energética, resíduos sólidos, efluentes líquidos, insumos, trabalho e renda, qualidade, turismo sustentável e legislação. Também elaboramos 4 Matrizes para o Selo de Reconhecimento Noronha+20, que visa valorizar os empreendimentos turísticos que adotam práticas sustentáveis. As 4 Matrizes são para: Meios de Hospedagem, Bares e Restaurantes, Empresas de Passeio de Barco Comercial e de Mergulho Autônomo Comercial. Nestes 27 anos, foram capacitados mais de 4 mil alunos, 75 Meios de Hospedagem, 20 Bares/Restaurantes, 20 Empresas de Passeios de Barco, 3 Empresas de Mergulho Autônomo e 200 condutores de visitantes.

Rede Biomar

A Rede de Projetos de Biodiversidade Marinha (Rede Biomar) reúne projetos de conservação marinha patrocinados pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental. A Rede Biomar é fruto da parceria entre as organizações, a Petrobras, o MMA e o ICMBio para juntar esforços em prol da conservação marinha no Brasil, por meio da proteção e pesquisa das espécies e ambientes trabalhados pelos projetos patrocinados, promovendo a sensibilização e a articulação da sociedade em torno do tema.

Atualmente fazem parte da Rede Biomar os Projetos Albatroz, Baleia Jubarte, Coral Vivo, Golfinho Rotador e Tamar.

Com todos esses números e conquistas para apresentar à sociedade, o Projeto Golfinho Rotador seguirá trabalhando para realizar ainda mais, em benefício dos animais, da natureza e do homem. Para isso, continuará contando com o apoio das comunidades, da classe científica, dos seus patrocinadores e dos turistas do Brasil e do mundo. E que venham muitos outros anos de trabalho, desafios e vitórias.


Leia mais

+ Notícias

Foto Not?cias_

Em comemoração aos 29 anos, Projeto Albatroz reali...

Kits com camisas promocionais, cadernos, garrafas, adesivos e canetas são alguns dos prêmios oferecidos.Cerca de 90 mil seguidores acompanham o dia a dia do Proj...

01/07/2019 Leia mais
Foto Notícias_ENCOGERCO 4

Coletivo Jovem Albatroz está com inscrições aberta...

No total, há dez vagas abertas para jovens de 18 a 29 anos, moradores da Baixada SantistaAté o dia 4 de julho, jovens de toda a Baixada Santista poderão se inscr...

24/06/2019 Leia mais

+Projeto
Albatroz

Seja um voluntário

Leia mais