• Portugues
  • English
  • Spanish

Tatiana Neves é nomeada para ACAP

 

Tatiana Neves, coordenadora geral do Projeto Albatroz, foi recentemente indicada pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE) e nomeada como membro do Grupo de Captura Incidental de Aves Marinhas no ACAP (Acordo Internacional para a Conservação de Albatrozes e Petréis).

Em reconhecimento aos problemas da interação das aves marinhas com a pesca, esse grupo foi criado para assessorar o Acordo nas ações de avaliação, mitigação e redução da interação  entre as operações de pesca e os albatrozes e petréis.

O grupo é composto por representantes dos treze países membros e outros especialistas de expertise relevante. Tatiana Neves é a única representante brasileira. Entre os objetivos do ACAP, está atingir e manter um estado favorável para a conservação dos albatrozes e petréis. O Brasil é membro do Acordo desde 2008.

As metas e ações previstas no ACAP coincidem com as do Plano de Ação Nacional para a Conservação de Albatrozes e Petréis (PLANACAP),  de forma a ampliar a abrangência das ações nacionais e otimizar recursos e esforços no cumprimento dos compromissos internacionais para a conservação de albatrozes e petréis no Brasil.

Além dos planos de ação previstos no PLANACAP e no ACAP, recomendações internacionais para a conservação das aves são definidas pela Comissão Internacional para a Conservação do Atum do Atlântico (ICCAT, na sigla em inglês), organização internacional de ordenamento pesqueiro no Oceano Atlântico e mares adjacentes. Uma dessas recomendações, aprovada em novembro de 2011, teve a contribuição do Projeto Albatroz.

A ICCAT (Comissão Internacional para Conservação de Atum do Atlântico) é a mais importante Organização Regionais de Ordenamento Pesqueiro (OROP) para o Brasil, uma vez que ordena a pesca de atuns em todo Atlântico e Mediterrâneo. Recentemente, as medidas sugeridas pelo ACAP foram adotadas pela ICCAT em forma de recomendação. Entre elas, a do uso do toriline pelas embarcações que usam espinhel pelágico, técnica de pesca utilizada em alto mar para capturar atuns, espadartes e tubarões. O toriline é um equipamento formado, entre outros elementos, por fitas coloridas que afugentam as aves, evitando assim que elas, ao tentarem comer as iscas, fiquem presas nos anzóis e morram capturadas.

O Projeto Albatroz é patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Ambiental. 

 


Leia mais

+ Notícias

Foto Wisdom

Wisdom, a albatroz mais longeva já registrada, ret...

A albatroz-de-Laysan tem mais de 70 anos. Espécie é uma das mais afetadas pela poluição do oceano e ...

15/12/2022

15/12/2022 Leia mais
Planacap

Reunião anual de monitoria do PLANACAP deu destaqu...

Encontro também contou com a participação de um representante do setor pesqueiro, e traçou planos pa...

13/12/2022

13/12/2022 Leia mais

+Projeto
Albatroz

Seja um voluntário

Leia mais