• Portugues
  • English
  • Spanish

Reunião de monitoria do Planacap em Florianópolis apresenta resultados positivos em prol da conservação marinha

Foto Not?cias_BAAP

O encontro foi dedicado à avaliação das ações previstas e à preparação para a reunião do ACAP, em maio

Membros do Projeto Albatroz, patrocinado pela Petrobras, representantes do setor pesqueiro e de entidades governamentais como o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Ministério do Meio Ambiente (MMA), se reuniram na primeira semana de abril para a segunda reunião de monitoria da atual versão do Plano Nacional para a Conservação de Albatrozes e Petreis (Planacap).

Realizada em Florianópolis (SC), um de seus principais objetivos era analisar o andamento das 41 ações previstas pelo plano, reestruturado pela última vez em 2017. Outra tarefa importante da reunião foi definir os colaboradores e articuladores de cada ação realizada pelo Planacap, além de elaborar indicadores de efetividade para elas, tendo em vista cada um dos objetivos do plano, como: redução da captura incidental, pesquisas científicas, políticas públicas e educação ambiental.

Um novo trabalho que surgiu a partir da definição de conceitos na reunião de monitoria foi a compilação de todos os compromissos do Brasil nas políticas públicas nacionais e internacionais em prol da biodiversidade e da conservação de albatrozes e petréis. Essa pesquisa resultará em um documento que facilitará o entendimento das ações brasileiras e o manejo das tomadas de decisão pelo membros do Planacap.

Para a coordenadora geral do Projeto Albatroz, Tatiana Neves, esta foi uma das reuniões de monitoramento mais produtivas que já ocorreram. “Tivemos muitas propostas inteligentes, discussões com conceitos muito bem organizados e definidos e um trabalho com um nível de profundidade admirável”, explica.

BAAP em pleno desenvolvimento

O quarto dia da reunião foi focado na apresentação de uma das ações do Planacap já implementadas e que se encontra em pleno desenvolvimento: o Banco Nacional de Amostras Biológicas de Albatrozes e Petréis (BAAP), do qual o Projeto Albatroz é articulador e que é coordenado em conjunto com o ICMBio.

A bióloga responsável pelo BAAP, Alice Pereira, que também é membro do Projeto, explicou aos presentes a dinâmica de trabalho do banco, seus desafios e também conquistas ao longo do último ano. Foram feitas perguntas sobre o BAAP e sugestões para sua melhoria. Questões sobre parceiros acadêmicos em potencial, que poderiam se beneficiar do intercâmbio de amostras para pesquisas também foram levantadas e encaminhadas para avaliação.

Preparação para a reunião do ACAP

O último dia de reunião de monitoria foi dedicado exclusivamente à preparação para a 11ª Reunião do Comitê Assessor do Acordo Internacional para a Conservação de Albatrozes e Petréis (ACAP) que acontecerá entre os dias 5 e 18 de maio, também em Florianópolis (SC).

Os participantes puderam conhecer todos as pesquisas científicas que serão apresentadas pela comitiva brasileira no evento, bem como as questões que serão discutidas e as estratégias que serão seguidas na reunião. O Projeto Albatroz é representante brasileiro no ACAP e sua coordenadora geral, Tatiana Neves, vice-presidente do comitê assessor do acordo.


Leia mais

+ Notícias

whatsapp-image-2019-08-14-at-16-28-09-1-dfsd

Semanas entre ventos fortes e um mar de albatrozes...

O castelo de proa golpeia um vagalhão espalhando um spray de água salgada sobre o convés que protege, enquanto isso a tripulação do Maria colhe o material de pes...

21/08/2019 Leia mais
WhatsApp Image 2019-08-14 at 16.28.09 (1)

Exposição ‘Vida no Mar’, do Dr. Dimas Gianuca, che...

Mostra segue até março do ano que vem com 11 fotografias registradas pelo coordenador científico do Projeto Albatroz em suas expedições de pesquisaApós uma tempo...

14/08/2019 Leia mais

+Projeto
Albatroz

Seja um voluntário

Leia mais