• Portugues
  • English
  • Spanish

Pescadores e Projeto Albatroz fortalecem parceria em Cabo Frio (RJ) pela conservação marinha

Fotos de Not?cias_Pescadores CB

Encontro reuniu mais de 20 profissionais de pesca semi artesanal e reforçou a parceria com o setor produtivo para a conservação de albatrozes e petréis

A captura incidental pela pesca de espinhel é a principal ameaça à sobrevivência de albatrozes e petréis ao redor do mundo, e desde a criação do Projeto Albatroz, em 1990, os pescadores são os principais parceiros para a conservação dessas aves, compartilhando conhecimento e contribuindo para os trabalhos de monitoramento. Para discutir o uso das medidas mitigadoras da captura de aves e as atividades do futuro Centro Albatroz em Cabo Frio (RJ), os representantes da Colônia de Pesca Z4 receberam os técnicos do Projeto Albatroz, patrocinado pela Petrobras, para uma roda de conversa.

Mais de 20 pessoas participaram do encontro, que discutiu o uso das medidas mitigadoras da captura a bordo da frota regional. O consultor de assuntos estratégicos do Projeto Albatroz no estado, Eduardo Pimenta, conversou com os pescadores sobre a relevância da frota de Itaipava (ES) para a pesca nacional e explicou como tecnologias simples podem diminuir a captura e manter a produtividade pesqueira, pois cada ave fisgada por acidente significa menos um peixe para o pescador. 

Os pescadores da colônia aproveitaram a oportunidade para falar sobre suas experiências positivas com o uso das medidas mitigadoras. O mestre Elias Santos, por exemplo, trabalha com pesca de espinhel de fundo e enfatizou que a largada noturna dos anzóis reduziu significativamente a captura de aves, e que no passado resistia em compartilhar seus mapas de bordo por receio de punições, mas depois da conversa estava confiante em poder contribuir para a conservação dos albatrozes.

A equipe do Projeto Albatroz também apresentou a proposta da construção do Centro Albatroz em Cabo Frio, e que além de receber os moradores e turistas para atividades ambientais e programas culturais, também tem o objetivo de envolver as comunidades pesqueiras da região em atividades de capacitação e educação ambiental. 

Os participantes se mostraram empolgados com a construção do Centro Albatroz e as metodologias que serão aplicadas com o público. De forma geral, eles expressaram satisfação pelo centro ter planos de não envolver apenas os pescadores, mas abranger seus familiares e a comunidade da região. Houve também interesse dos pescadores em conhecer melhor as medidas mitigadoras da captura de aves e se colocaram à disposição para aplicar as técnicas e contribuir para a conservação.

Centro Albatroz

O primeiro centro de visitação do Projeto Albatroz está sendo construído em uma área útil de mais de 18 mil m² ao lado da Lagoa de Araruama, em Cabo Frio (RJ). O Centro terá como objetivo principal disseminar a cultura oceânica e também a desenvolver a educação ambiental marinha para crianças, jovens, educadores, pescadores e turistas de toda a Região dos Lagos, alinhado com a Década do Oceano, que teve início neste ano de 2021.

Nele, os visitantes poderão vivenciar experiências relacionadas ao ecossistema marinho e costeiro e também a biologia e as características dos albatrozes e petréis, grupo de aves mais ameaçadas do planeta. No espaço, também serão realizadas exposições tecnológicas e artísticas, oficinas e atividades socioambientais e culturais para o público.

Projeto Albatroz em Cabo Frio (RJ)

O Projeto Albatroz nasceu em Santos (SP) e desde 1990 trabalha pela conservação das espécies de albatrozes e petréis que se alimentam em águas brasileiras. Desde 2014, o Projeto mantém uma base avançada de pesquisa na Universidade Veiga de Almeida (UVA), no campus de Cabo Frio (RJ). Por meio da parceria com o Grupo de Estudos da Pesca (GEPESCA), coordenado pelo Prof. Eduardo Pimenta, foi possível ampliar os estudos do Projeto para o Porto de Cabo Frio, rota de diversas embarcações de pesca de espinhel com a qual albatrozes e petréis interagem e pela qual são capturados. 

Atualmente, o Projeto mantém bases nas cidades de Santos (SP), Itajaí e Florianópolis (SC), Itaipava (ES), Rio Grande (RS), Cabo Frio (RJ) e Natal (RN).

 


Leia mais

+ Notícias

Foto_notícia (3)

Dia Mundial do Albatroz alerta para as consequênci...

Data deste ano chama atenção para duas espécies do Hemisfério Norte: albatroz-de-laysan e albatroz-d...

10/06/2022

10/06/2022 Leia mais
WhatsApp Image 2022-06-14 at 14.15.40

Educadores ambientais da Rede Biomar dão início a ...

Evento organizado pelo Projeto Coral Vivo deu início ao PPP focado na Educação InfantilReferência na...

09/06/2022

09/06/2022 Leia mais

+Projeto
Albatroz

Seja um voluntário

Leia mais