• Portugues
  • English
  • Spanish

Escolas de Florianópolis recebem pela primeira vez atividades do Programa Albatroz na Escola

Foto Notícias_Albatroz na Escola Florianópolis

Mais de 400 alunos participarão de palestras e dinâmicas de sensibilização sobre a conservação de albatrozes e petréis

Levar para dentro da sala de aula aves oceânicas que vivem e se alimentam a milhares de quilômetros da costa de Florianópolis (SC). Este é o objetivo das atividades do Programa de Educação Ambiental Marinha ‘Albatroz na Escola’ que está pela primeira vez a duas instituições de ensino da cidade: Escola Autonomia (14, terça-feira) e Colégio Vila Olímpia (16, quinta-feira).

No total, mais de 400 alunos e professores estão participando das atividades desenvolvidas pela equipe de educação ambiental do Projeto Albatroz, patrocinado pela Petrobras. Entre elas, haverá oficinas de desenho, palestras, exposição e entrega de materiais educativos que aproximarão os estudantes da realidade de sobrevivência deste grupo de aves oceânicas, considerado o mais ameaçado do planeta.

Albatrozes e petréis passam a maior parte de suas vidas em alto-mar, voando milhares de quilômetros por ano e voltando às ilhas onde nasceram somente no período reprodutivo. Portanto, é na água que se encontram os maiores entraves à sua sobrevivência, como a ingestão de lixo plástico e a captura incidental por barcos pesqueiros. Atualmente, estima-se que até 4 mil albatrozes e petréis morram acidentalmente todos os anos fisgadas pelos anzóis das pescarias de espinhel no Brasil.

Outra característica das aves que chama bastante atenção é sua envergadura média. Em espécies como o albatroz-viageiro, por exemplo, a distância entre suas asas pode chegar aos 3,5m - considerada a maior envergadura do planeta. Para mostrar a diferença entre as asas dos albatrozes e de outros aves mais comuns nas cidades, como a gaivota e o bem-te-vi, o Projeto Albatroz levará seu Painel de Envergadura.
 

Para todas as idades

As atividades são diferenciadas de acordo com a faixa etária dos estudantes. Na terça-feira (14), o Albatroz na Escola está na Escola Autonomia, no bairro do Itacorubi, para alunos do Ensino Fundamental I, das 9h às 12h e das 13h às 16h.

Já na quinta-feira, será a vez do Colégio Vila Olímpia, no bairro do Jurerê, com atividades para os alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio, em dois períodos: 7h40 às 12h e das 13h30 às 17h30.
 

Projeto Albatroz em Florianópolis

Um dos principais braços de atuação do Projeto Albatroz em prol da conservação marinha é a participação em políticas públicas nacionais e internacionais. Até a próxima sexta-feira (17), a equipe da instituição estará participando da 11ª Reunião do Comitê Assessor do Acordo Internacional para a Conservação de Albatrozes e Petréis (AC11 - ACAP), no Il Campanario Villagio Resort. A presença nas reuniões do acordo é estratégica devido à alta incidência de capturas no mar territorial brasileiro.

Desde 2018, o Projeto Albatroz possui uma base avançada na cidade de Florianópolis, localizada nas dependências da R3 Animal, no interior da Estação Ecológica dos Carijós (Rodovia SC 402, KM 2, Rio Vermelho, Florianópolis/SC).
 

‘Albatroz na Escola’ em Florianópolis

• Escola Autonomia

Data: 14 de maio, terça-feira
Horário: das 9h às 12h e das 13h às 16h
Endereço: Rua Salvatina Feliciana dos Santos, 513 - Itacorubi, Florianópolis (SC)

• Colégio Vila Olímpia

Data: 16 de maio, quinta-feira
Horário: 7h40 às 12h e das 13h30 às 17h30
Endereço: Rodovia Jornalista Maurício Sirotski Sobrinho, 5033 - Jurere Leste, Florianópolis (SC)


Leia mais

+ Notícias

whatsapp-image-2019-08-14-at-16-28-09-1-dfsd

Semanas entre ventos fortes e um mar de albatrozes...

O castelo de proa golpeia um vagalhão espalhando um spray de água salgada sobre o convés que protege, enquanto isso a tripulação do Maria colhe o material de pes...

21/08/2019 Leia mais
WhatsApp Image 2019-08-14 at 16.28.09 (1)

Exposição ‘Vida no Mar’, do Dr. Dimas Gianuca, che...

Mostra segue até março do ano que vem com 11 fotografias registradas pelo coordenador científico do Projeto Albatroz em suas expedições de pesquisaApós uma tempo...

14/08/2019 Leia mais

+Projeto
Albatroz

Seja um voluntário

Leia mais