• Portugues
  • English
  • Spanish

Do continente ao litoral: Coletivo Jovem Albatroz capacita jovens de Cabo Frio (RJ) sobre conservação marinha

3

Formação permitirá que jovens do Projeto Imersão, da Universidade Veiga de Almeida, compartilhem conhecimentos sobre os Albatrozes e Petréis

A Região dos Lagos é formada por dez municípios marcados por lagoas e praias de águas cristalinas, favoráveis a atividades como a pesca, o turismo, o esporte e o mergulho, que fazem parte da essência regional. Um desses municípios é Cabo Frio (RJ), que conta com o Centro de Visitação e Educação Ambiental do Projeto Albatroz, patrocinado pela Petrobras, e também com o campus da Universidade Veiga de Almeida (UVA), local de atuação de projetos de extensão universitária. Em meados de setembro, uma capacitação do Coletivo Jovem Albatroz (CJA) preparou os jovens do Projeto Imersão para abordarem questões como o impacto das ações humanas sobre a conservação das aves na Estação Fonte do Saber.

O local está instalado nas dependências da universidade e tem como finalidade provocar reflexões no público visitante, formado por crianças, jovens e educadores, sobre o ciclo da água, importância da boa gestão dos recursos hídricos para a humanidade e a ciência envolvida nas etapas deste processo. Com experiências imersivas de educação ambiental, os visitantes aprendem sobre a importância da conservação dos rios, lagos e do oceano para a manutenção da vida e conservação da biodiversidade.

Para estimular o conhecimento sobre a conservação marinha e disseminação de informações ligadas ao oceano na região, o Coletivo Jovem Albatroz criou uma formação especial para os jovens do Projeto Imersão, que executam  as atividades da Estação Fonte do Saber. Intitulada ‘Do continente ao litoral: conservação de aves oceânicas’, a oficina foi dividida em dois módulos: o primeiro deles sobre as características biológicas e de conservação dos albatrozes e petréis, e o segundo sobre a elaboração de um material em conjunto sobre a conservação de aves para ser instalado na Fonte do Saber.

Conhecer para proteger

No período da manhã, os jovens apresentaram seus trabalhos, identificando os principais pontos em de convergência e divergência nas suas atuações regionais. O Projeto Imersão realizou uma visita guiada ao Espaço Fonte do Saber, apresentando todas as dinâmicas e experiências imersivas de educação ambiental. Ainda no primeiro módulo, foi apresentado o Projeto Albatroz, a biologia das aves e os desafios de sua conservação ao redor do planeta.

Já no período da tarde, os jovens do CJA e do Projeto Imersão discutiram e organizaram a produção de um banner especial do Projeto Albatroz para ser exibido na Estação Fonte do Saber, com objetivo de chamar atenção para a conservação das aves marinhas e costeiras. 

De acordo com Yago Ferreira, educador ambiental do Projeto Albatroz, o material vai auxiliar os monitores do espaço a abordarem como as ações no âmbito do continente afetam as espécies de aves presentes no território, explicando curiosidades sobre os albatrozes e os desafios para sua conservação, além de destacar pontos de interesse para a biodiversidade: locais de coleta de bitucas do Projeto Imersão, Centro de Visitação do Projeto Albatroz, Lagoa de Araruama e a Universidade Veiga de Almeida.

Para Thaís Lopes, educadora ambiental responsável pelo Coletivo Jovem Albatroz, a formação estreitou laços entre os jovens da região e abriu novas oportunidades de ações conjuntas: “a troca entre os jovens é sempre muito rica. A reunião do CJA com o Projeto Imersão possibilitou a integração entre os jovens e uma intensa troca de experiências e informações sobre a região”.

A Estação Fonte do Saber fica localizada no campus Cabo Frio da Universidade Veiga de Almeida (Estrada Perynas s/n). Informações pelo telefone (22) 2640-1621 ou pelo e-mail: bibliotecacabofrio@uva.br.

Sobre o Coletivo Jovem Albatroz

Criado em 2015, o Coletivo Jovem Albatroz é um espaço de formação de jovens lideranças na conservação marinha e costeira de 18 a 29 anos de todo o Brasil. Neste processo educador, os jovens são protagonistas, propondo e realizando projetos de intervenção para a transformação da realidade. Os integrantes do Coletivo realizam diversos cursos, oficinas e visitas técnicas; participam ativamente de reuniões de órgãos colegiados para criação de políticas públicas; e marcam presença em eventos ligados à Juventude e Meio Ambiente, apresentando suas experiências.

Projeto Albatroz na Região dos Lagos

O Projeto Albatroz nasceu em Santos (SP) e desde 1990 trabalha pela conservação das espécies de albatrozes e petréis que se alimentam em águas brasileiras. O projeto é patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental desde 2006 e, mantém uma base avançada de pesquisa na Universidade Veiga de Almeida (UVA), no campus de Cabo Frio (RJ), desde 2014, que nos possibilitou ampliar as pesquisas no Porto de Cabo Frio, rota de diversas embarcações de pesca de espinhel com a qual albatrozes e petréis interagem e pela qual são capturados. 

Atualmente, o Projeto Albatroz mantém bases de atuação em seis estados brasileiros.

1 Foto_notícia (6) 4 2 5

Leia mais

+ Notícias

5

V Encontro Jovem Mar reúne coletivos de meio ambie...

Iniciativa da Rede Biomar aconteceu em Caravelas (BA) e envolveu mais de 60 jovens de diversas regiõ...

30/09/2022

30/09/2022 Leia mais
Tatiana Neves realiza soltura de albatroz-de-sobrancelha-negra

Espécie símbolo do Projeto Albatroz, albatroz-de-s...

Ação de soltura da Associação R3 Animal contou com a participação do Projeto AlbatrozApós três seman...

01/09/2022

01/09/2022 Leia mais

+Projeto
Albatroz

Seja um voluntário

Leia mais