• Portugues
  • English
  • Spanish

Coletivo Jovem Albatroz participa do #DesafiodoLixo com foto de clean-up na Praia do Sangava

Foto Not?cias_Desafio do Lixo 4

Hashtag da campanha reuniu dezenas de ações em prol da limpeza de áreas degradadas em todo o Brasil

Uma ideia que surgiu em um fórum da internet e ganhou as redes sociais ao redor do mundo. A hashtag #DesafiodoLixo foi criada em meados de março para engajar as pessoas a postarem fotos do antes e depois de lugares repletos de lixo, como uma ação em prol do meio ambiente. O Coletivo Jovem Albatroz (CJA) também participou do desafio, com a foto de uma ação de clean-up realizada na Praia do Sangava, em Guarujá (SP).

Realizada como parte das atividades do II Encontro Nacional Jovem Mar, ocorrido no final do ano passado na praia em Arraial d’Ajuda (BA), a ação envolveu esporte, limpeza e conservação marinha na área costeira de Santos (SP), cidade em que o Projeto Albatroz, patrocinado pela Petrobras, está sediado desde 1990.

Sete integrantes do CJA e dois monitores de canoa havaiana embarcaram em uma catamarã na região da Ponta da Praia e seguiram um percurso de cerca de 30 minutos até a Praia do Sangava, ponto de parada de muitos praticantes de esportes aquáticos.

No local, se organizaram para um clean-up de uma área de cerca de 250 metros de extensão. Nela, recolheram os detritos e separaram os materiais em categorias como garrafas, bitucas de cigarros, embalagens plásticas, latinhas etc. Ao final da atividade, que durou pouco mais de uma hora, fizeram a pesagem.

A ação teve como resultado mais 26kgs de lixo recolhidos na praia, frutos do descarte irregular pelos visitantes e também dos materiais trazidos à praia pela movimentação das marés.

 

Pela conservação marinha

Comprometidos com a conservação dos oceanos, a atividade do Coletivo Jovem Albatroz reforçou o protagonismo dos integrantes e o alinhamento de suas ações com a sobrevivência de albatrozes e petréis ao redor do mundo.

O lixo plástico é, atualmente, uma das principais ameaças à vida destas aves e pesquisas estimam-se que em 2050, 99% das espécies de aves marinhas terá ingerido lixo plástico.

Os albatrozes e petréis são atraídos pelos materiais coloridos que boiam junto à superfície. Quando ingeridos, podem causar sufocamento e intoxicação devido suas composições químicas.

Como o plástico não é digerido pelo organismo das aves, os objetos se acumulam em seu aparelho digestivo, impedindo que continuem se alimentando e levando-os à morte.

Foto Not?cias_Desafio do Lixo 3 Foto Not?cias_Desafio do Lixo 2 Foto Not?cias_Desafio do Lixo 1

Leia mais

+ Notícias

Foto Noti?cias__Doac?a?o equipamento

Doação de equipamentos ajudará Projeto Albatroz em...

Time-depth recorders foram doados por cientistas argentinos e americanos na 11ª Reunião do Comitê Assessor do ACAP, em Florianópolis (SC)Seminários científicos s...

14/05/2019 Leia mais
Foto Notícias_Exposição no Mar 2

Exposição fotográfica ‘Vida no Mar’ chega ao Centr...

Mostra reúne 11 imagens registradas pelo coordenador científico do Projeto Albatroz, Dr. Dimas Gianuca, em viagens a bordo de barcos de pesquisa e nas ilhas Malv...

14/05/2019 Leia mais

+Projeto
Albatroz

Seja um voluntário

Leia mais