• Portugues
  • English
  • Spanish

Aos 68 anos, Wisdom, a albatroz mais longeva do mundo, volta ao atol de Midway

Ave foi marcada para estudos em 1956 e, desde então, já colocou pelo menos 35 ovos na ilha americana

Há mais de seis décadas, quase que anualmente uma albatroz-de-laysan (Phoebastria immutabilis) retorna de uma viagem de milhares de quilômetros pelo mar para o ninhal onde nasceu. No último mês de novembro, Wisdom, como é conhecida pelos pesquisadores, chegou mais uma vez ao atol de Midway com seu parceiro, Akeakamai, e, aos 68 anos, deu origem a mais um descendente.

Seu nome, cujo significado em inglês é ‘sabedoria’, tem muito em comum com sua trajetória. Apesar de todos os desafios da conservação e ameaças mais recentes, como o risco de captura incidental pelos barcos de pesca, a introdução de ratos que comem ovos e filhotes nas ilhas em que se reproduzem, a poluição marinha e a escassez de peixes em algumas regiões, ela tem conseguido sobreviver graças à sua experiência com o meio ambiente.

A história de Wisdom inspira biólogos de todo o mundo devido à beleza da espécie, sua longevidade e sua invejável taxa de reprodução. Identificada para estudos pela primeira vez em 1956, pelo biólogo Chandler Robbins, acreditava-se que ela já possuía pelo menos cinco anos de idade. Desde então, sua frequência no atol é constante e, ave e pesquisador puderam se encontrar algumas vezes.

Reprodução e recuperação

Após atingirem a maturidade sexual, por volta dos oito anos, os albatrozes-de-laysan costumam colocar um único ovo a cada um ou dois anos. Ao longo de 130 dias, o casal de albatrozes se reveza na incubação do ovo e longas viagens ao mar para se alimentar.

Depois, cuidam do filhote por mais cinco meses, o qual precisa ser alimentado no ninho após cada viagem dos pais ao alto mar, até que ele já esteja pronto para sobrevoar os oceanos e se alimentar sozinho. Todo esse o processo exige muito tempo e esforço físico do casal, o que explica a baixa frequência reprodutiva dos albatrozes, um dos principais motivos para os declínios populacionais de espécies impactadas por atividades humanas.

“São animais que simplesmente não conseguem se produzir o suficiente para repor os indivíduos mortos por impactos humanos, como a captura incidental nas pescarias de espinhel”, comenta o coordenador técnico do Projeto Albatroz, patrocinado pela Petrobras, Dr. Dimas Gianuca.

De acordo com a IUCN, os albatrozes-de-laysan estão quase ameaçados (near threatened). Nos últimos anos, a espécie tem passado por uma boa fase de recuperação, graças à utilização de medidas mitigadoras da captura incidental de aves marinhas e a presença de observadores de bordo em todos os barcos de pesca de espinhel que operam no Hawaii..

“Entretanto, essa é uma das espécies de albatrozes mais impactadas pelo lixo marinho e que também sofre a com a predação de ovos e filhotes por ratos, levados à ilha acidentalmente pelos barcos”, explica Gianuca. Por isso, reforça a importância das ações de pesquisa e educação ambiental em todo o mundo, bem como de mecanismos que assegurem a utilização das medidas mitigadoras da captura incidental na pesca e do descarte de lixo no mar.

“Dessa forma, estaremos contribuindo para que espécies como o albatroz-de-laysan continuem se recuperando e prosperando nos oceanos”, completa. 

Atol de Midway

Localizado ao norte de Oceano Pacífico, o atol norte-americano é santuário de reprodução para milhares de albatrozes e outras aves marinhas durante o inverno do hemisfério norte

A ilha é desabitada, porém, sofre com os efeitos da poluição por lixo plástico, colocando em xeque as novas linhagens de aves que cuidam de seus ovos no local. Como uma espécie de ‘lixão a céu aberto’, cientistas e fotógrafos documentam incansavelmente as mortes de animais na ilha.


Leia mais

+ Notícias

Foto Not?cias_

Em comemoração aos 29 anos, Projeto Albatroz reali...

Kits com camisas promocionais, cadernos, garrafas, adesivos e canetas são alguns dos prêmios oferecidos.Cerca de 90 mil seguidores acompanham o dia a dia do Proj...

01/07/2019 Leia mais
Foto Notícias_ENCOGERCO 4

Coletivo Jovem Albatroz está com inscrições aberta...

No total, há dez vagas abertas para jovens de 18 a 29 anos, moradores da Baixada SantistaAté o dia 4 de julho, jovens de toda a Baixada Santista poderão se inscr...

24/06/2019 Leia mais

+Projeto
Albatroz

Seja um voluntário

Leia mais