• Portugues
  • English
  • Spanish

Prefeitura de Cabo Frio cede área para construção do Centro Albatroz

foto-noti-769-cias-expocb-7

Assinatura oficial do termo de cessão para o centro de visitação aconteceu em 17 de julho, data em que o Projeto Albatroz completa 29 anos de trabalho em prol da conservação marinha

Nove meses após o evento de assinatura do termo em que a Prefeitura de Cabo Frio (RJ) afirmou a intenção de ceder um terreno para o Centro Albatroz de Visitação e Educação Ambiental Marinha, o projeto de lei nº 179/2019 que confirma a doação do empreendimento foi aprovado pela câmara de vereadores no último dia 9. O termo de doação foi assinado pelo prefeito da Cidade, no Terminal Transatlântico de Cabo Frio, com a presença de autoridades do município e também representantes do Instituto Albatroz, em 17 julho, dia em que o Projeto mantido pela instituição comemorou 29 anos.

Para a solenidade de assinatura do termo de doação da área esteve presente o prefeito de Cabo Frio, Dr. Adriano Moreno, entre outras autoridades do município, além de Tatiana Neves e parte sua equipe. A área cedida tem mais de 18 mil m² e fica na Avenida Wilson Mendes, ao lado do Parque Ecológico Municipal Dormitório das Garças e da Lagoa de Araruama. No local, será construído um centro com o principal objetivo de disseminar a educação ambiental marinha, onde os visitantes poderão conhecer a biologia e as características dos albatrozes e petréis, grupo de aves mais ameaçadas do planeta.

No espaço, também serão realizadas exposições tecnológicas, atividades socioambientais e culturais para o público local e turístico da região. De acordo com a coordenadora geral e fundadora do Projeto Albatroz Tatiana Neves, o objetivo do Centro Albatroz além de gerar empregos e colaborar para o desenvolvimento sustentável da região é também criar uma área que envolva o público, valorizando a cultura salineira e pesqueira, tão importantes para a Cidade.

Para Tatiana Neves, é emocionante ver o sonho do centro de visitação sair do papel depois de tantos anos. "Construir um centro de visitação e educação ambiental marinha em Cabo Frio, uma das mais belas regiões da costa do Brasil, é um sonho para nós. Poder mostrar a beleza das espécies e ambientes marinhos e fazer as pessoas perceberem a importância da conservação dos oceanos por meio de ferramentas lúdicas como exposições, jogos e muita interatividade, é uma de nossas mais nobres tarefas".

Aproximar as aves das pessoas é parte fundamental da sensibilização em prol da conservação marinha, ela defende. Essas aves vivem a quilômetros da costa, em alto-mar, e se reproduzem em ilhas subantárticas. Ainda de acordo com ela, Cabo Frio é uma região estratégica para o trabalho do Projeto Albatroz. Recentemente mais de 300 albatrozes-de-nariz-amarelo foram avistados na região da costa do Rio de Janeiro, o que inspira a instituição a trabalhar cada vez mais em prol da sobrevivência dessas aves.

A fim de sinalizar a área que abrigará o centro de visitação, em breve será instalada uma pedra fundamental e um outdoor anunciando a obra, com face para a Avenida Wilson Mendes.


Leia mais

+ Notícias

WhatsApp Image 2019-08-14 at 16.28.09 (1)

Exposição ‘Vida no Mar’, do Dr. Dimas Gianuca, che...

Mostra segue até março do ano que vem com 11 fotografias registradas pelo coordenador científico do Projeto Albatroz em suas expedições de pesquisaApós uma tempo...

14/08/2019 Leia mais
Ti?-sangue Ramphocelus bresilius - Foto Ciro Albano - SAVE Brasil

O que fazer quando encontrar uma ave silvestre na ...

Diversas espécies de aves silvestres nativas da Mata Atlântica podem acabar no meio urbano, correndo risco de morte. Saiba o que fazer e a quais órgãos recorrer ...

14/08/2019 Leia mais

+Projeto
Albatroz

Seja um voluntário

Leia mais